Séries curtas de decisão e colheita

Existem diversos tipos de campanhas evangélicas. Nem todas as campanhas podem ser longas, custosas e com uma grande equipe de obreiros.

As campanhas curtas de DECISÃO e COLHEITA têm as seguintes característica:

  1. Realiza-se um cuidadoso trabalho prévio de preparação de candidatos e interessados.
  2. Consiste de um série intensiva, com reuniões todas as noites, por um espaço de 18 noites, com temas de recapitulação doutrinária e de decisão.
  3. Paralelo às conferências, a equipe evangelística efetua um intenso trabalho de visitação para terminar a instrução e levar os candidatos à decisão.
  4. Realizam-se pelo menos três cerimônias batismais.
  5. Segue uma série de conferências ou classes bíblicas a cargo do pastor local e um grupo de obreiros para seguir cultivando os interesses gerados pela campanha.

O verdadeiro segredo do êxito: Consiste em preparar cuidadosamente a maior quantidade de interessados prontos ou quase prontos para o batismo. Logo organizar as reuniões e o trabalho pessoal de tal maneira que dezenas dessas almas quase preparadas tomem sua decisão e se batizem.

O que se pode esperar de uma campanha tal:

  1. Uma boa colheita de almas.
  2. Uma abundante lista de novos interessados com os quais trabalhar posteriormente.
  3. Um reavivamento espiritual e missionário da igreja.

Condições necessárias para o êxito de uma campanha de decisão e colheita

  1. Acertada escolha do lugar da campanha: Convém escolher uma igreja ou cidade que apresente as maiores possibilidades de êxito.
  2. Templo: Tal cidade deve possuir um templo ou salão bem localizado, de tamanho bem grande e de fácil acesso e localização.
  3. Obreiros: Devem concentrar-se o máximo de obreiros.
  4. Pastor da igreja: Deve ser um obreiro dinâmico, de boa saúde, colaborador, com espírito evangelístico e que deseje a celebração da campanha.
  5. Igreja: Convém em boa condição espiritual; que não haja problemas de fundo que afetem o bom espírito e a unidade. Que manifeste boa disposição de colaboração nas atividades missionárias.
  6. Participação de todas as igrejas da cidade.

Equipe evangelística

Sendo uma campanha relâmpago de decisão e colheita é INDISPENSÁVEL concentrar não menos de três obreiros; e segundo a magnitude da cidade, a igreja e o interesse suscitado, até trinta obreiros.

Que obreiros? Convém balancear um  ou dois obreiros de experiência com obreiros jovens e aspirantes. Pelo menos deve haver um pastor ordenado no grupo. Devem ser obreiros de bom espírito, capazes de trabalhar em equipe e reconhecidos como bons trabalhadores.

Trabalho especial dos obreiros: Recebendo treinamento especial,deve-se confiar a eles não apenas a visitação com o objetivo de terminar a preparação dos interessados e levá-los à decisão e ao batismo, mas a própria liderança dos pontos de pregação.

Advertência: Os obreiros que participam nestas campanhas devem estar isentos de outras tarefas para dedicar todo o tempo à visitação,pregação e preparação de candidatos.

Preparação do terreno

O êxito deste tipo de campanha evangelizadora se baseia exclusivamente na ótima preparação do terreno. Esta campanha é de colheita. A semeadura abundante e o cultivo cuidadoso foi efetuado previamente. Se não foi feita uma preparação cabal do terreno, é preferível cancelar a campanha.

Métodos de preparação do terreno:

  1. Carteiros missionários: Vários meses antes das conferências, um numeroso e bem preparado grupo de carteiros missionários trabalha sistematicamente, preparando centenas de alunos.Esse trabalho é mais efetivo quando realizado pelos pequenos grupos.
  2. Classes batismais: Meses antes da campanha se organizam várias classes batismais que funcionam regularmente com o objetivo de ter seus candidatos prontos a tempo para a campanha de decisão e colheita.
  3. Extensa campanha leiga: Os leigos devem ser instruídos e motivados para que mediante as duplas missionárias, as unidades evangelizadoras, os pequenos grupos, os estudos bíblicos, reuniões de bairro e trabalho pessoal, tenham no início da campanha o maior número possível de interessados.
  4. Trabalho com os interessados da igreja: Eles devem ser identificados através de um formulário entregue aos membros no início dos preparativos. Quem são eles? Cadastre-os informando o seguinte:

a)    Nome: Idade:

b)   Endereço:

c)   Obs.: Especificar se é:

  1. Ex-Adventista
  2. Estudante da Bíblia (Primeiro, segundo, etc., curso)
  3. Já estudou
  4. Freqüentar a Igreja
  5. Freqüenta algum Pequeno Grupo
  6. É Desbravador ou Aventureiro com oito anos para cima
  7. Freqüenta alguma Classe Bíblica
  8. Juvenil (oito anos pra cima, filho de adventista)
  9. Possuí dificuldades com vícios ou casamento?
  10. O interessado trabalha no sábado?
  11. O que julgar ser importante para os obreiros mencione.

Estratégia:

Durante vários meses antes da campanha, através destes meios deve- se preparar o maior número possível de pessoas com o maior grau de interesse e instrução. No início da campanha os interessados são trazidos às reuniões, onde se faz uma recapitulação e eles tomam sua decisão final e se batizam.

Um grande segredo: A equipe evangelística deve chegar à cidade entre 7 a 10 dias antes do início das conferências. Cada obreiro receberá UM NÚMERO DE INTERESSADOS E CANDIDATOS, e começará de imediato a visitá-los para:

a)    Recapitular as doutrinas

b)   Levá-los às conferências

c)   Prepará-los para o batismo.

Comissões

As atividades de uma campanha são tantas que é necessário nomear certas comissões que se encarreguem de efetuar o trabalho designado. As comissões estão compostas de obreiros e leigos.

Comissões que trabalham antes das conferências:

  1. Comissão de Preparação do Terreno. Encarregada de supervisionar todos os planos de preparação do terreno. Cuidar para que tenham todo o material necessário. Coordenar e animar.
  2. Comissão de Música e Programas Especiais. Preparar a música e os programas para a campanha.
  3. Comissão de Oração e Preparação Espiritual. Organizará grupos de oração especial, semana de reavivamento espiritual, dia de jejum e oração. Visitação aos membros desanimados e com problemas espirituais.
  4. Comissão de Relações Públicas, Imprensa, Rádio e TV. Utilizará tais meios de comunicação para que colaborem uma vez chegado o tempo da campanha.

Comissões que trabalhem durante a campanha.

  1. Comissão Administrativa: É a que traça os planos e a estratégia da campanha e resolve qualquer problema que se apresente.
  2. Comissão de Recepcionistas: Composta por um chefe bem respeitado e competente e um corpo numeroso de jovens e senhoritas bem apresentados e atentos. Eles atendem ao público e repartem tudo o que é necessário distribuir ou presentear.
  3. Comissão de Música e Programas Especiais: Encarregada de providenciar boa música, partes especiais e filmes.
  4. Comissão de Oração: Encarregada de formar os grupos de oração.
  5. Comissão de Eventos Sociais: Encarregada de realizar as diversas campanhas através da ADRA,Desbravadores,Universitários,Profissionais  da saúde,etc..

Nome da campanha

Convém dar à campanha um nome que chame a atenção e atraia ao público e aos membros da igreja.

Nomes sugestivos:

  1. Esperança 2010
  2. Festival da Esperança  (Meu favorito!!)
  3. Projeto Amor
  4. Ao Encontro da Felicidade

Programa

A propaganda se determina pelo tamanho da cidade, do templo ou salão e as possibilidades financeiras. Formas mais comuns de propaganda:

  1. Panfletos: Para uma série curta como esta, uma ou duas séries de panfletos são suficientes.
  2. Faixa de propaganda em frente do templo
  3. Auto-falantes: em cidades pequenas, este é um método muito eficaz.
  4. Textos em jornais ,rádios e TV: Leva-se um texto preparado para os diários a qual se entrega aos chefes de redação ou da seção de notícias,assim como edições com chamadas para cursos de saúde divulgados em emissoras de TV.

A propaganda mais eficiente

Sem lugar a dúvidas a propaganda mais eficiente é conseguir que os membros da igreja levem visitas (Operação André). Essas visitas são os melhores interessados e possíveis candidatos. Os meios para que nossos irmãos levem visitas:

  1. Anunciar com antecedência a campanha e exortar aos irmãos a que levem visitas.
  2. Oferecer incentivos aos irmãos que levem mais visitas.
  3. Convidar aos assistentes a que levem visitas.

Material necessário

  1. Bíblias para o Curso Bíblico.
  2. Série de estudos bíblicos.
  3. Materiais gerais: pesquisas, cartões de duplas, jogo de folhetos, convites,cartazes, sermões em Pwpt, cartões de decisão, livros, revistas e Cds para os sorteios, clips para cada noite.
  4. Projetor de vídeos.
  5. Equipamento de som em bom estado.
  6. Coletâneas e Cd de acompanhamento.
  7. Batas batismais, suficiente quantidade.

Batismos

O propósito da campanha é decidir e batizar a maior quantidade de bons candidatos. Com o trabalho prévio o maior número possível de interesse terá sido cultivado. São então trazidos às conferências e ademais, a equipe de obreiros os visita de imediato.

Trabalho dos obreiros: Uma lista com os nomes dos candidatos deve ser proporcionada aos obreiros assim que cheguem, para que possam visitar os interessados a fim de recapitular as doutrinas, e levá-los rapidamente à decisão (Ver preparação do terreno, item 4).

Chamados

Em cada cerimônia batismal se efetua um chamado. Convém ter a mão folhetos ou livretes para presentear àqueles que respondam ao chamado. Deve-se anotar os nomes dos que responderam ao chamado. De imediato se distribuem esses nomes entre os obreiros para visitar aos que manifestaram seu desejo de ser batizados.

Participação dos leigos

Os leigos participarão em todas as atividades da campanha. Eles devem sentir que o êxito da campanha depende em alto grau de sua colaboração e participação ativa.

Aspectos em que participam os leigos

  1. Preparação do terreno
  2. Membros das comissões
  3. Distribuição de propaganda
  4. Trazendo visitas
  5. Participando da plataforma
  6. Visitando os interessados
  7. Dando estudos bíblicos
  8. Preparando candidatos para o batismo
  9. Ajudando a resolver os problemas dos candidatos
  10. Participando nas comissões que aprovem os candidatos
  11. Ajudando no seguimento das conferências
  12. Visitando os novos batizados.

Programa típico de uma noite de colheita:

  1. Filme ou programa especial – 15 minutos
  2. Boas-vindas e anúncios
  3. Musica especial
  4. Oração – Cada noite por um obreiro ou um membro leigo
  5. CONFERÊNCIA ou classe Bíblica
  6. Anúncios finais
  7. Oração final

Comentários

  • filme ou o programa especial deve começar exatamente na hora marcada, não importa o número de pessoas que haja na hora.
  • Deve deixar entre 45 e 50 minutos para a conferência.
  • Cada noite deve-se fazer anúncios acerca do tema seguinte e os planos gerais da campanha.
  • As orações devem ser curtas.

Programa típico de um batismo

  1. Filme ou programa prévio
  2. Boas-vindas
  3. Música especial ou hino
  4. Oração
  5. Tema da noite
  6. Parte especial
  7. BATISMO
  8. Hino de apelo
  9. Apelo
  10. Entrega dos certificado
  11. Parte especial final ou hino
  12. Oração final

Comentários

  • O exame se omite ou faz apenas quatro perguntas previstas no Manual da Igreja. Este se faz no culto da manhã.
  • Os candidatos devem estar prontos antes de começar o serviço.
  • Durante o batismo se executa música de fundo. Um anunciador lê os nomes dos candidatos.
  • Os recepcionistas devem estar prontos para distribuir formulários de decisão.

Cronograma Geral

Três meses antes:

  1. Planos: Os planos devem ser traçados com a comissão da igreja ou do Comitê de Evangelização Distrital.
  2. Comunicação à igreja: Os planos devem ser comunicados à igreja. Todos os membros devem ser desafiados a se envolverem. A arrancada pode contar com a participação de mais de uma igreja.
  3. Preparação do terreno: Com vários meses de antecedência começa a preparação intensiva do terreno, com o objetivo de ter a maior quantidade possível de interessados bem preparados.
  4. Implantar e ou reavivar os pequenos grupos, duplas missionárias e a oração intercessora, providenciando treinamento constante aos líderes dos mesmos, bem como definir a área de atuação de cada PG, de forma que os amigos e vizinhança sejam contatados e envolvidos no mesmo.
  5. Organizar e ou reavivar as Duplas Missionárias, treinando-as e colocando-as a dar estudos bíblicos.
  6. Realizar uma classe bíblica na(s) igreja(s) envolvida(s) buscando concluir uma ou duas semanas antes do início da arrancada de colheita. Caso a igreja(s) possua Clube de Desbravadores, instituir a classe bíblica e cadastrar todos os Desbravadores não batizados. Desenvolver um sólido e forte trabalho de Assistência Social (ADRA).

Dois meses antes:

  1. Pregar mensagens de reavivamento e envolvimento missionário na igreja para despertar os membros.
  2. Visitação intensa aos membros envolvidos, visando animá-los, bem como receber total apoio e comprometimento ao projeto, além de levantar possíveis interessados dos mesmos.
  3. Correntes de oração intercessora nas diversas igrejas envolvidos, em prol da evangelização, da colheita, dos pregadores, obreiros, dos interessados, etc.
  4. Realização de vigílias e jejuns, em prol do trabalho a ser realizado. (Exemplo: 40 dias de oração e jejum; uma família jejuando e orando por sábado, etc.).
  5. Realizar momentos especiais de confraternização (pipocada, pizza, filme, social, etc.) envolvendo os interessados.

Um mês antes:

  1. Preparação da propaganda e templo: Material necessário deve ser comprado para a confecção da propaganda e cartazes. Deverão ser feitos todos os arranjos necessários no templo.
  2. Desenvolver uma listagem de prováveis interessados da igreja: ex-adventistas, pessoas que já estudaram a Bíblia ou estão estudando, atendidos pela ADRA, parentes, amigos e familiares dos membros que ainda não foram batizados e outros. Realizar eventos preparatórios: correntes de oração, serenatas, projetos sociais, cartas de aniversário, cartas para ex-adventistas, etc.
  3. Realização de uma serenata a todos os interessados na semana que antecede a abertura da série, se possível na noite anterior, deixando um convite de reforço.
  4. Formar as equipes de trabalho com os membros: recepção, música, visitação e estudos bíblicos, oração intercessora e outras.
  5. Promoção da Operação André.
  6. Santa Ceia especial antes da colheita.
  7. Viabilizar transporte: No caso de mais de uma igreja envolvida, viabilizar transporte para os interessados das igrejas mais distantes até a igreja (auditório) principal.

Uma semana antes e após

  1. Chegada dos obreiros: Entre dez e sete dias antes da campanha chegam os obreiros, que devem receber de imediato os nomes dos interessados para que sejam visitados. Outrossim ajudam nas diversas comissões.
  2. Sábado anterior à primeira conferência
    • Reunião geral com todas as comissões
    • Anúncios para a irmandade sobre as conferências
    • Exortação para que tragam visitas
    • Sermão de consagração
    • Anúncio do batismo do próximo sábado.
  3. Primeiro sábado: A tarde livre para trabalho missionário e convites para a conferência. Devem ser distribuídos no dia anterior à primeira conferência.
  4. Primeiras Conferências
  5. Começa o Curso Bíblico: O curso bíblico deve ter início no domingo da segunda semana. Todos recebem uma Bíblia e uma folha do Curso Bíblico.
  6. Continuação das conferências A classe bíblica prossegue pelo menos um mês. Fica pelo menos um obreiro. Nas próximas semanas deve haver novos batismos.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Sem posts relacionados.